sexta-feira, 31 de maio de 2013

WIP: projectos grandes/big projects



Depois de perder demasiado tempo a pensar o que é que vou fazer a seguir, decidi começar um projecto grande e aproveitar um novelo cor de rosa que tinha comprado há uns meses e que adoro e fazer uma mala com ponto baixo, para demorar mais tempo. Uma coisa simples, que não me obrigue a tomar muita atenção mas que me faça ter um projecto em contínuo.  E vocês? O que é que andam a fazer? (:

After wasting enough time thinking about what would I do next, I decided to make a crochet tote bag with a pink cotton line that I bought some months ago. I am making it very simple, with a simple stitch so it will take longer and I don’t have to think a lot about it while I am making it. And how about you? What have you been doing lately?


Alcagoita

domingo, 26 de maio de 2013

DIY: carimbos ecológicos / eco stamps




As tampas das garrafas são um contaminante na indústria da reciclagem de garrafas de plástico, e se vamos reciclar, não custa nada separar as tampas das garrafas. Estas tampas podem ser usadas para imensas coisas; eu por exemplo costumo usá-las para por as tintas quando estou a pintar. Uma coisa nova que aprendi no outro dia no Pinterest foi a fazer carimbos com as tampas das garrafas, é muito fácil, só precisam de ter tinta de relevo (é utilizado por exemplo para pintar t-shirts) e pensarem o que querem estampar. Eu fiz este amiguinho. Ando com vontade de começar a estampar tecido. Que acham da ideia?

The top of water bottles are a kind of contaminant in the recycling industry, so if we are going to recycle, it really isn’t that hard to just pull out the top. I often use it them when I am painting to put the ink. A cool new thing I learned on Pinterest the other day was to use them as stamps, which is really easy, you just need to use puffy ink (like the one used to paint t-shirts) and think of what you want to do. I made this little friend and now the idea of stamping fabric is starting to grow in me. What do you think of this idea?

Alcagoita

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Da Transumância










No fim-de-semana passado, fui até à Serra da Estrela participar num dos percursos da Transumância, a passagem do gado para as pastagens dos meses quentes.

O percurso foi de São Gabriel até Manteigas, onde seguimos as ovelhas e as cabras pelos pastos e por dentro de Manteigas. A paisagem, essa, é de cortar a respiração ou não tivessemos nós no vale do Zêzere, sempre acompanhados dos sons das ovelhas e dos ribeiros que nem se conseguem contar. Conheci pessoas fantásticas, passeei por sítios onde nunca tinha estado e cumpri mais um sonho, mais uma etapa do ciclo da lã que consegui fazer. No meio disto tudo, ainda houve tempo para subir à Torre, onde estava a nevar em pleno mês de Maio!

Na vida há coisas assim. Nunca me tinha apercebido das saudades que tinha da neve até ter enterrado as pernas até aos joelhos na neve nova e fofinha, ter feito bonecos de neve e ter feito luta de bolas de neve. Neve na Primavera, é sem dúvida uma coisa fantástica e nem vos consigo explicar a beleza que é ver a serra toda florida e ao mesmo tempo rasgada pelo branco da neve enquanto subimos para o cume. Apesar de curta, foi sem dúvida uma aventura maluca que fico muito contente de ter feito.

Last weekend I went to the mountain side (called Serra da Estrela) to participate on a traditional path for the sheeps, called Transumância, where the animals travel to Spring and Summer camps.

The path was from São Gabriel to Manteigas, and we followed the herd throw the camps into the rural city, Manteigas. The landscape was just breathtaking. We were at the river Zêzere valley, always with the amazing sounds of the herds and of countless little brooks. I met the most amazing people, I travelled throw places I have never been and once more I fulfilled a dream, one more step on the yarn cycle that I was able to make. In the middle of all this, there was still time to travel to the top of the mountain (the highest in Portugal), where there was snowing in May!

In life, there are some things like this; I have never realized how I missed the snow until I had my legs covered with new and fluffy snow,  made some snowmen and had fun with a little bit of snowballs fighting. Snow in the Spring, is truly amazing, and I can’t even begin to describe the true beauty of the whole mountain covered with Spring flowers and snow. Although this was a short stay, I am so happy I made this little amazing and crazy adventure!

Alcagoita

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Com os tecidos africanos/ With the african fabrics





Adoro os tecidos africanos, pelas cores berrantes, pelos padrões divertidos e cheira-me que este ano vou pegar nos tecidos que a minha irmã me trouxe e vou usá-los até não poder mais.

A primeira coisa que fiz foi este individual para o chá, porque agora que tenho um bule só para mim os individuais das canecas não são suficientes. Este é maior, com uma bolsinha para por a colher e ainda tem espaço para as bolachinhas!

A propósito, este é o chá da motivação, um dos chás artesanais que ofereci à minha mãe no dia da mãe e que comprei nos frutos da alegria no mercado do CCB!

I just love African fabrics, for the colors, the joyful patterns and I think that this year I will use the fabrics my sister got me a lot on my projects.

The first thing I made was this little individual base for my teapot and tea time, since the little bases I made for cups are too little. This one is bigger, with a pocket for the teaspoon and some space for my cookies!

Oh and by the way, this is called the motivation tea and it’s one of the tea bags I got for my mother on mother’s day, it is handmade tea that I bought at "happiness fruits" at CCB market!

Alcagoita

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Trapilho





A P. deu-me um vestido que estava estragado, para eu aproveitar o tecido. Desta vez em vez de o guardar por inteiro para projectos futuros decido fazer trapilho. Cosi as tiras de tecido para não ficar aos lacinhos (Se há coisa que detesto é estar a fazer crochet e ficar tudo aos lacinhos) e no final fiquei com menos trapilho do que imaginava que ia ter, o que não é problema porque o projecto que tenho em mente também não vai precisar de muito! Apesar de tudo, achei que fazer trapilho dá imenso trabalho, não pelo trabalho em si mas pelo tempo que demora e pela quantidade de tecido que desperdicei (o vestido não era homogénio). Não sei se me volto a meter numa aventura destas, mas fica a experiência!

P. gave me one of her old dresses which was completely ruined so I could use the fabric. This time I decided that instead of keeping the whole dress for future projects I would use the fabric to make string to use in crochet ( the Portuguese word is “trapilho”, I don’t know how to say it in English sorry!). I sewed the pieces of fabric together ( I hate to just make little knots, they always look awful in crochet projects) and in the end I got a small amount of fabric, much lesser than I expected although this is not a problem since the project I am planning to do will have very little of this. To tell you the truth, I realized that making “trapilho” on my own is very time consuming and I got a lot of scraps (the dress wasn’t homogeneous so I couldn’t use all of it). I don’t know if I am going to get in a adventure like this any time soon, but I still got the experience!

Alcagoita

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Dias de feira/ Fair days



@ Feira das Almas
@ Mercado do Velho & do Novo

Adoro feiras, e isso é coisa que quem me conhece sabe bem. As minhas favoritas são as de antiguidades. De Lisboa, posso-me orgulhar de conhecer uma boa quantidade de feiras às quais tento não faltar. Uma das minhas favoritas, claro está, é o mercado velho e novo do CCB e o mercado de antiguidades que acontecem ambos no primeiro domingo de cada mês em Belém.

Desta vez, meti conversa com um dos senhores que é presença garantida no mercado de antiguidades que me apresentou a técnica de zincografia, que não conhecia. As zincografias, são aquelas placas metálicas com que se estampavam as notícias no jornal. O que eu não sabia era como é que isto era feito, e ali no solinho bom de domingo à tarde descobri não só como estas gravuras se chamavam mas também como todo o processo se desenvolve. Adorei.

A parte engraçada é que há algum tempo que namoro as zincografias, sem na realidade saber como se chamavam. Até tenho uma em casa, é de uma banda desenhada chamada “O Salto” e é um dos meus bens “mais valiosos” para mim. E vocês? Conheciam a zincografia?


Outra feira que andava a tentar ir há algum tempo e desta vez consegui foi a feira das Almas, que acontece no primeiro sábado de cada mês no Regueirão dos Anjos. A feira é excelente, mas o que ali me convenceu de imediato foi o espaço em si, uma fábrica abandonada, e o caminho até lá, o Regueirão dos Anjos, uma rua rebaixada, onde passamos por túneis debaixo dos prédios numa espécie de caça ao tesouro dentro da cidade. Não conhecia e adorei!

E vocês? Também têm o vício das feiras?

I just love fairs and markets, and people who know me know this very well. My favorite types of markets are the antique markets. I feel very proud of myself for knowing a big amount of fairs and markets here in Lisbon and one of my favorite is, of course, the old & new market in CCB and the antiques market in Belem, and both of them happen on the first Sunday of each month.

This time, I chatted with a man who was selling zincographies in the antiques market and he introduced me the technique of zincography, something I didn’t knew nothing about. Zincographies are those metallic pieces that were used to create the newspapers in the old days. What I did not know was how it was done and it was amazing to find it out right there under a May’s wonderful sun. I loved it.

The funny thing is I have been in love with zincography for a while now without really knowing how it was called. I even have one at home, it is called “The jump” and it is one of my most valuable private possessions. And how about you? Do you know about zincography?


Another fair I was planning to go for a while and this time I managed to go was the “Feira das Almas” (Market of the Souls, pretty much like a flea market), which takes place on the first Saturday of each month at a street called “Regeirão dos Anjos”. The market is excellent but what really spoke to me was the space, an old factory, and the street, a downgrade street where you walk in tunnels bellow the old buildings – amazing! I did not knew it and now I love it!

And how about you? Are you also addicted to fairs and markets?

Alcagoita

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Sobre cintos / About belts




A Always Fashion é uma loja na Rua da Assunção em Lisboa onde cada peça é feita como deve ser. O que mais me fascina são as malas em pele, e no ano passado foi lá que comprei a minha primeira mala em pele, que todos os dias prova ser dinheiro bem gasto.

Há uns meses decidi que roubar os cintos para as calças à minha mãe não era solução e que estava na altura de comprar um cinto para mim, desta vez com a qualidade que queria. Claro que a always fashion foi a minha primeira opção, e não é difícil saber porquê – cintos em pele, feito na hora à minha medida não é algo que se encontre todos os dias. Eu estou muito contente com o meu cinto, e é praticamente o único que utilizo quase todos os dias.

Se tiverem oportunidade, não deixem de dar uma vista de olhos a esta loja, garanto-vos que vale a pena.

AlwaysFashion is a store in Assunção street in Lisbon where each piece is made has it should be. What fascinates me the most in this store is the leather bags and last year I bought there my first leather bag that I love and each day proves to be money well spent.

Some months ago I have decided that stealing my mom’s belts just wasn’t working for me and that I had to buy my own belt, this time with the quality I always wanted.  Of course this store was my first option, and it isn’t hard to understand why – Leather belts, made in the moment to fit your body is not something you find everyday on an ordinary shop. I am very happy with my belt and it’s mostly the only one I use almost every day.

If you have the chance visit this store, I assure you it is well worth it.

Alcagoita